Simḥat Bat

[vc_row][vc_column][vc_column_text]Para realizar a cerimônia de Simḥat Bat na Beth-El, entre em contato conosco: bethelsp@bethelsp.org.br ou tel.: 11 3231-2065 / 3256-1246.

No mundo moderno podemos expressar a igualdade de valores na vida humana. Comemoramos o nascimento de nossas filhas e a sua entrada no pacto espiritual entre Deus e o povo judeu como protagonistas da vida judaica religiosa.

Resultado de imagem para simchat bat

Muitas pessoas marcam este evento com uma cerimônia familiar, em casa, quando é dado o nome judaico à filha, seguido de uma refeição festiva. Outros realizam a cerimônia na sinagoga. O pai e a mãe são chamados para uma aliá; diante da Torá, a menina recebe o seu nome judaico por meio de uma benção.

Mas nem sempre foi assim. Em contrapartida ao destaque dado para o Brit Milá oito dias depois do nascimento de um menino, o nascimento de uma menina era marcado pela ida do pai à sinagoga no Shabat seguinte ao nascimento para anunciar o nome hebraico de sua filha ao receber uma aliá na Torá – em geral, sem a presença da mãe nem da menina.

A primeira vez que se escutou falar de uma cerimônia judaica em comemoração ao nascimento de uma filha foi no séc. XVI. A cerimônia incluía dar o nome, fazer uma bênção pelo bem-estar da mãe e da filha e servir uma refeição festiva.

Em geral, a cerimônia de a Simḥat Bat é realizada antes da menina completar um ano de vida.

Esta é a oportunidade dos pais expressarem toda a alegria de ter um filha e assumirem o compromisso de criá-la conforme as tradições e costumes judaicos.

Para a menina, a Simḥat Bat é especialmente significativa. Quando for mais velha, ela saberá que a sua vida judaica começou de uma maneira que diz: “Nós levamos o seu nascimento tão a sério quanto o nascimento de um menino; você é um membro importante do povo judeu”.[/vc_column_text][/vc_column][/vc_row]